Fórum MJ, Rock My World
Olá, você está visitando o Fórum: MJ, Rock My World.
Um fórum feito em homenagem ao maior artista e ser humano fantástico que este mundo já conheceu!
Faça a sua inscrição para que possa curtir todos os encantos deste espaço construído com muito amor e carinho em cada clique!
It's all for love. L.O.V.E. for Michael!!!
God bless you!

Fórum MJ, Rock My World

O amor vive para sempre! É este amor que move nossos corações para continuar levando ao mundo o legado do eterno Rei do Pop: Michael Jackson!
Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, e não tivesse amor nada seria. (Cor. 1.13)
 
InícioPortalFAQMembrosRegistrar-seConectar-se
.
Palavras do Rei
MJ Rock Fã, deixe o seu recado!
Últimos assuntos
» Michael é único
Sex Nov 04, 2016 4:21 pm por Nanci Borges

» Relaxe e aproveite...
Seg Ago 29, 2016 9:59 pm por Lânia Jackson

» Se você viesse com manual de instruções as pessoas saberiam que...
Sab Jan 16, 2016 10:01 am por Cleia

» O que te faz infeliz
Sab Jan 16, 2016 9:59 am por Cleia

» Foto do dia
Seg Dez 21, 2015 6:51 pm por baixinha

» Hum, preciso de um babador !!!!!!
Seg Dez 21, 2015 6:48 pm por baixinha

» Foto do dia: Era Bad
Seg Dez 21, 2015 6:47 pm por baixinha

» Que tal uma viagem pelo Planeta dourado ?
Dom Dez 20, 2015 8:06 pm por baixinha

» Qual a música do Michael que está ouvindo
Dom Dez 20, 2015 8:02 pm por Susie MJ

» Michael maduro, sensual e lindo!!!
Dom Dez 20, 2015 7:56 pm por Susie MJ

» Mas eu me mordo de ciúmes!!!
Dom Set 13, 2015 8:25 pm por baixinha

» Bad Tour
Qui Jul 23, 2015 9:08 pm por baixinha

» Urgente, novo tipo de chuva está se espalhando
Qui Jul 09, 2015 11:02 pm por Susie MJ

» O que te fez sorrir hoje
Sab Jun 27, 2015 10:54 pm por Susie MJ

» Michael irresistivelmente perfeito
Sab Jun 27, 2015 10:45 pm por Susie MJ

» The Way you Make me Feel
Dom Jun 21, 2015 11:39 am por Lânia Jackson

» Cartões Michael :) by Maíra
Qua Jun 10, 2015 10:55 am por baixinha

» Michael para sempre :)
Sex Maio 08, 2015 7:15 pm por Maíra

» Bad Smiles
Qua Mar 18, 2015 7:50 pm por Lânia Jackson

» Oi Pessoal!!! Votação Rolando para Michael Jackson
Seg Mar 02, 2015 8:26 pm por MimiJak

» Árvore Genealógica da Família Jackson
Dom Out 19, 2014 9:36 am por Michael Jackson gay

» Neverland é um Tesouro Cultural
Dom Ago 10, 2014 7:47 pm por Maíra

» Michael Jackson Wonder World of Toys - By Kenji Koga
Sex Ago 08, 2014 7:46 pm por Maíra

» Um Mimo para os Fãs - Hologram - Slave To The Rhythm - Billboard Awards
Dom Jun 08, 2014 2:11 am por MimiJak

» Lançamento de Novo Álbum de Michael
Qua Abr 02, 2014 11:19 pm por MimiJak

» [YT] Vídeos que criei para homenagear Michael :)
Ter Dez 24, 2013 11:49 pm por baixinha

» Qual foi o ultimo filme que vc assistiu?
Sab Dez 21, 2013 4:25 pm por Lânia Jackson

» Eu confesso que..............
Qui Dez 12, 2013 1:09 pm por Susie MJ

» Que música você está se sentindo hoje?
Seg Dez 09, 2013 9:48 am por Susie MJ

» As três palavras
Sab Jul 13, 2013 1:10 pm por Lânia Jackson

Parceiros
http://twitter.com/MJ_RockMyWorld
Image and video hosting by TinyPic
Contador de visitas ao fórum
Rádio Web Michael Jackson
http://www.radiowebmichaeljackson.com/
24 horas ar!
100%
Michael Jackson

Compartilhe | 
 

 Julgamento de Conrrad Murray: Resumo do 4º dia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vank Jackson
Top Rock Fã
Top Rock Fã
avatar

Mensagens : 1951
Pontos : 9630
Data de inscrição : 06/07/2010
Idade : 37
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Julgamento de Conrrad Murray: Resumo do 4º dia   Dom Out 02, 2011 1:02 am

No hospital, Murray omitiu remédio que teria matado Michael Jackson, diz médica

No 4º dia de julgamento, paramédico disse que o cantor poderia ter sido salvo se Conrad Murray tivesse ligado logo para a emergência.

Terminou pouco depois das 20h (hora de Brasília) desta sexta-feira, 30, o quarto dia de julgamento do médico Conrad Murray, acusado do homicídio culposo – quando não há intenção de matar – de Michael Jackson. A última testemunha ouvida foi a médica Richelle Cooper, que chefiava a equipe que atendeu Michael Jackson no hospital para o qual o cantor foi levado pelos paramédicos que o atenderam em sua casa.



Segundo Richelle, Michael chegou sem vida ao local. Ela contou que conversou com Murray e que ele afirmou que Michael não tinha nenhum problema de saúde, apenas estava desidratado e muito cansado. Conrad Murray também afirmou que o astro do pop só havia tomado Lorazepan, um remédio para dormir. Ao insistir com a pergunta, o médico pessoal do cantor acrescentou que ele tomava Flomax, um remédio para o aumento da próstata, e Valium, um tranquilizante. Não mencionou o analgésico Propofol, cuja overdose causou a morte do artista.


Os paramédicos

Antes de Richelle depuseram Martin Blount e Richard Sennef, os paramédicos que atenderam ao chamado de emergência vindo da mansão de Michael Jackson, em 25 de junho de 2009.


Blount afirmou que assim que conseguiram colocar Michael Jackson na ambulância ele percebeu que Murray colocou frascos de Lidocaína (substância utilizada para tratar arritmias cardíacas e dor local) dentro de uma bolsa.



De acordo com Blount, o médico pessoal do cantor teria dito que Michael havia desmaiado “um minuto antes da chegada” dos paramédicos.


Sennef, o primeiro paramédico a ser ouvido nesta sexta, afirmou que, se Murray tivesse ligado para o 911 (número da emergência nos Estados Unidos) assim que Michael passou mal, o cantor poderia ter sido salvo.



Além dos paramédicos também depuseram nesta sexta mais duas testemunhas: Robert William Johnson, um especialista em equipamento médico, e Robert Russell, um ex-paciente de Murray. O julgamento de Conrad Murray será retomado nessa segunda-feira, 3, em um tribunal em Los Angeles.





*********************************************************************************

Paramédico diz que Michael Jackson poderia ter sido salvo

Segundo testemunho, o médico do pop star, Conrad Murray, demorou a chamar socorro e omitiu informações do paramédico, o que prejudicou a situação do astro, morto de overdose de propofol em 25 de junho de 2009

No quarto dia de julgamento do médico Conrad Murray, acusado de homicídio culposo pela morte do popstar Michael Jackson, um paramédico disse que poderia ter salvado o cantor caso a emergência tivesse sido chamada mais rapidamente. Quando o socorro chegou ao local, disse, Jackson já estava morto.

Segundo o site americano TMZ, o paramédico do Corpo de Bombeiros de Los Angeles Richard Senneff, ouvido nesta sexta-feira no tribunal, contou que Murray demorou cerca de 20 minutos para pedir socorro e mentiu sobre o estado de saúde do cantor, dizendo que ele estava bem. Jackson, ao contrário, estava muito abaixo do peso ideal e por isso tinha um suporte para soro ao lado da sua cama, além de diversos frascos de remédio.

Senneff falou que o cardiologista não mencionou em momento algum a utilização do anestésico propofol, apenas de um tranquilizante chamado lorazepam. De acordo com o testemunho, oo paramédico, depois de decidir levar Michael para o hospital e colocá-lo na ambulância, voltou ao quarto do cantor e viu Murray recolhendo objetos do chão.

O médico é acusado de negligência que levou a morte por overdose do cantor. Sua defesa afirma que Michael Jackson estava viciado em propofol e teria tomado o medicamento por contra própria naquela noite. Se condenado, Conrad Murray perderá a licença para clinicar e pode pegar até quatro anos de prisão.

Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

***************************************************************************************

Médico falava ao telefone após anestesiar Michael Jackson

LOS ANGELES (Reuters) - O médico de Michael Jackson estava ao telefone com outro paciente minutos antes de descobrir que o cantor havia parado de respirar, disse a promotoria aos jurados nesta sexta-feira, reforçando a tese da acusação de que Conrad Murray foi negligente.

Murray está sendo julgado em Los Angeles pela acusação de homicídio culposo. A promotoria mostrou ao júri uma mensagem de voz que ele deixou para um paciente cardiopata às 11h49 de 25 de junho de 2009, sete minutos antes do momento em que ele diz ter encontrado Jackson desacordado.

Jackson teve uma parada cardíaca em decorrência de uma overdose de medicamentos, inclusive o anestésico propofol. Murray, que se diz inocente, admite ter administrado o sedativo no artista, como sonífero. Sua defesa alega que o próprio Jackson reforçou a dose quando estava sozinho no quarto, causando a própria morte.

Mas a promotoria diz que o médico deveria ter ficado acompanhando Jackson, e em vez disso saiu para falar ao celular com outro paciente.

O julgamento começou há quatro dias, e Murray pode ser condenado a até quatro anos de prisão.

Em depoimento nesta sexta-feira, o comerciante Robert Russell contou que ligou para o consultório de Murray naquele 25 de junho porque estava irritado com o cancelamento de uma consulta. Murray respondeu à ligação, deixando a mensagem.

Russell disse que Murray salvou sua vida com uma cirurgia em março de 2009, e elogiou o tratamento atencioso que recebeu do médico depois disso.

Outra testemunha, funcionário da empresa que fabricou o equipamento de monitoramento cardiorrespiratório que Jackson usava no dedo, disse que a máquina não era indicada para um monitoramento constante.

Testemunhas anteriores descreveram nesta semana cenas frenéticas na mansão de Jackson na manhã da sua morte, quando ele foi achado desacordado na cama, ligado a uma sonda intravenosa, a um coletor de urina e a um alimentador de oxigênio.

Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

***************************************************************************************





Transcrição do 4º dia de julgamento via Twitter: @MJNABrasil

LEIA DE BAIXO PRA CIMA!

· No hospital, Murray omitiu remédio que teria matado Michael Jackson, diz médica [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

· Paramédicos que socorreram Michael Jackson depõem [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

· Ex-paciente de Murray diz ter sido ‘abandonado’ pelo médico [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

· Juiz impõe ‘mordaça’ no julgamento do médico de Jackson [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

· #Observação...acho esse juiz divertido, ahahaahahaha

· O depoimento será retomado na segunda ás 12h45min.

· A corte vai entrar em recesso para o fim de semana. O Juiz está dando orientações ao jurados.

· O juiz chama os advogados para conversar.

· Está mostrando os diferentes equipamentos médicos na sala onde MJ foi atendido.

· Ela indica os equipamentos utilizados para tentar salvar MJ.

· Estão mostrando fotos da sala onde MJ foi atendido.

· Cooper está agora descrevendo suas tentativas de salvar vidas no MJ. "Nós usamos um ultra-som para o exame do coração".

· Os médicos continuaram a tentar reanimar Michael, embora ele foi atestado clinicamente morto.

· Sem pulso, sem sinal de vida, os olhos fixos e dilatados. Sem respiração.


· Notou quaisquer sinais físicos de trauma. Cooper: diz "não", observou que MJ estava clinicamente morto, como descrito por paramédicos ..

· Murray respondeu "não" a todas as perguntas.

· Questionado sobre a condição médica prévia (problemas cardíacos, drogas nós, se queixava de dor no peito ...

· Murray disse que Michael usava normalmente Valium e Flomax.

· Mais tarde Murray mencionou ter administrado Valium e Flomax

· Cooper: Murray disse ter testemunhado o que aconteceu. Que viu o paciente parou de respirar.

· e estava desidratado. Disse ele que colocou o paciente no IV e utilizou 2 mg de lorazepam e deu mais 2.

· Dr. Cooper perguntou a Murray "o que aconteceu?" - Foi-lhe dito o Sr. Jackson estava trabalhando muitas horas.

· Dr. Cooper falou com Murray. Objetivo principal de obter breve histórico médico de MJ.

· No total havia uma equipe de 14 pessoas com deveres e responsabilidades, quando MJ chegou.

· Farmacêutico e assistente social. Viu a assitente reunir informações entrar em contato com a família.

· 2 ou 3 enfermeiros circulavam .. obtenção de sangue, ivs, medicamentos de administração ordenados.

· Eu preparei meus residentes para a chegada do paciente. Quatro residentes estavam na sala. Entreguei as responsabilidades.

· Quatro residentes estavam no quarto com a Dr. Cooper junto com técnicos.

· Dr. Cooper testemunhou que os paramédicos chegaram com Michael Jackson na UCLA por volta de 13:13pm

· Walgren mostra imagens da sala de trauma na UCLA

· Os padrões médicos de LA dizem que depois que os pacientes não podem ser ressucitados após 20min, declarar morto.

· Bicarbonato de sódio. Se for um dr licenciado, tudo bem.

· A enfermeira no rádio chamou de volta e disse-lhe que o Dr. em cena solicitada medicamentos adicionais.

· A hora era 12:57. Cooper foi chamada quando ão havia melhora na condição do paciente. Sem pulso, sem respirar, não resp a atenção dispensada

· Richelle Cooper foi chamado com um resumo do acontecia e autorizou os paramédicos a pronunciar Michael Jackson morto.

· Cooper estava no turno normal de emergência em 25/06.

· Richelle Cooper é professora adjunta no departamento de emergência na UCLA. Também trabalha com pacientes na sala de emergência.

· Ela está falando sobre sua carreira profissional

· Acompanhe ao vivo o julgameto do Dr. Murray ao vivo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] via @MJJUnderground

· Foi chamada a testemunhar a Dr. Richelle Cooper, que recebeu MJ na emergência na UCLA.

· A testemunha é dispensada pelo juiz e nova testemunha é chamada.

· Você quis declarar a morte, mas Murray não? Blount: Sim senhor

· Quantas pessoas administraram CPR? Blount: Três de nós.

· Reafirma Murray disse que MJ não estava drogado.

· Blount: Parte da minha equipe moveu MJ para o chão. Murray assistida

· Blount indica que viu corpo inteiro MJ no outro lado da cama .. a cabeça no travesseiro às 12:27 IV na perna, no nariz canula.

· O advogado que está questionando Blount é Nareg Gourjian.

· Blount continua no banco das testemunhas e está sendo questionada pela defesa de Murray.

· A corte retornou.

· Aguardando o retorno do recesso, que ocorreu a mais de 30 min.

· O único membro da família Jackson no tribunal agora é @latoyajackson. Randy e Janet deixaram a corte.

· Durante conversa, o advogado de defesa perguntou se havia ordem de silencio. O Juiz disse que não gosta desse termo, mas sim!

· Uma audiência foi marcada para o dia 15 de outubro para Alford se explicar.

· O Juiz Michael Pastor não gostou da participação do advogado Matt Alford, que faz parte da equipe de defesa, no programa Today show.

· A corte enntrou em recesso por 15 minutos.

· Vi cateter em MJ. Usado quando uma pessoa não pode ir ao banheiro por conta própria.

· Eu vi MUrray no telefone e ouvi ele dizer "É sobre Michael e ele não parece bom" - Blount


· De acordo com Blount nenhuma mudança foi observada nas condições físicas de MJ durante o transporte para a UCLA.

· Blount diz que viu Conrad Murray recolher a lidocaína e colocar em um saco.

· Blount diz que nunca viu sinais de vida em MJ.

· Blount diz que nunca viu sinais de vida em MJ.

· Blount: Não ouvi Murray dizer deu lidocaína ou propofol ou qualquer medicação para MJ.

· Não ouvi dizer que Murray deu lidocaíne ou propofol ou qualquer medicação para MJ.

· Os paramédicos não administraram lidocaína, eles nem sequer tem ela.

· Blount viu três frascos abertos de lidocaína no chão.

· O juiz diz que o alarme foi "um puxar acidental por uma criança."

· Tocou o alarme de incêndio e o juiz disse "agora não há motivo para preocupação."

· Localizar uma veia no braço direito e esquerdo de MJ foram infrutíferas. A veia jugular no pescoço de MJ foi encontrado por Senneff.

· Murray disse que ele estava usando em Michael IV pq estava desidratado, nenhuma vez mencionou propofol para médicos.

· Ouviu Senneff perguntar a Murray sobre medicamentos. Murray disse "não".

· Não havia nenhuma atividade no monitor cardíaco disse Blount.

· Você notou algum equipamento médico? Blount: tanque de oxigênio, um tubo longo com um canula nasal e um IV ligado a sua perna.

· "Eu senti que ele estava morto, senhora." disse Blount.

· Qual era condição física de Jackson? Blount: Ele não estava respirando, não se movia e seus olhos estavam abertos.

· Blount: Usamos tubo endotraqueal. Um tubo que desce da garganta para que o ar vai diretamente para os pulmões.

· Blount concluiu todas essas etapas básicas de vida de suporte sozinho. Levou apenas alguns minutos.


· Blount: inclinou a cabeça de Michael para uma visão clara para os pulmões.

· Blount: uma pessoa deu compressões ... MB usado o saco ambu .. para fornecer ar imediatamente que é importante.

· Assim que todos chegaram na cena ... foi para a cabeça do paciente, começou suporte básico de vida, dz Blount.

· Blount: eu reconheci Michael Jackson imediatamente.

· Blount: No quarto eu vi o Murray e pessoal do salvamento no quarto. Murray estava suando e agitado.

· Martin Blount era o motorista da ambulância chegou à residência de Michael Jackson.

· O segundo paramédico a chegar à casa de Michael Jackson no dia 25/06/2009, Martin Blount, está em audiência. Acompanhem pelo @MJNABrasil.

· Blount explica a sua formação na Universidade da Califórnia (UCLA)..

· Blount tornou-se um paramédico em 1999.

· A promotoria inicia o questionamento junto a testemunha.

· @MJNABrasil dizem q foi a quebra das costelas q teria levado sangue com propofol ao estômago. Ao menos, era uma das teorias há uns meses.

· Defesa e promotoria agora conversando com p juiz.

· Próxima testemunha Martin Blount, também paramédico.

· Depois de defesa e promotoria fazerem pequenos questinamentos, o juiz dispensou a testemunha.

· Murray tinha um olhar surpreendido em seu rosto quando ele virou a cabeça para Senneff. Murray tinha saco de lixo na mão.

· A defesa volta a questionar Richard Seneff.


· Senneff: não houve confusão ou caos durante os esforços para salvar MJ.

· É comum a cartilagem perto do esterno quebrar com compressões torácicas. Não sabia que MJ tinha quebrado costelas.

· Murray também participou no atendimento de emergência do MJ.

· Gourjian sugere que Murray foi pegar a carteira, óculos, quando ele foi visto coletando itens na cabeceira de Jackson.

· Senneff diz que se a CPR é feito corretamente, não importa se é realizada no chão ou em uma cama.


· Senneff não tinha suspeita de Murray. É comum obter pulso femoral durante a CPR e Senneff concordou.

· Senneff reafirma viu cateter na perna. No que diz respeito ao pulso apenas Murray sentia

· @Paula_MPPBJ entra em recesso hj por volta das 20hs e retorna na segunda. 12h30 aproximadamente.

· A corte terminou o recesso. Senneff ainda está no banco das testemunhas.

· @Paula_MPPBJ Não...a corte ainda está em recesso. Estamos aguardando o retorno a qualquer momento.


· Over the weekend @MJNABrasil will also be joining us at @MJJUnderground so expect some down time Sunday evening.

· Joe e Katherine Jackson já deixaram o Tribunal Superior de Los Angeles.

· Dentro de minutos a corte deve voltar do recesso.

· Acompanhe ao vivo o julgameto do Dr. Murray ao vivo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] via @MJJUnderground

· Obrigado @mjBeats pela cobertura da primeira parte do 4° dia do Julgamento do Dr. Conrad Murray. ; )

· Acompanhe ao vivo o julgameto do Dr. Murray ao vivo [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] via @MJJUnderground com atualizações de @mjBeats

· Boa tarde!!






Parte da trasncrição do julgamento via Twitter:
@MJBeats

LEIA DE BAIXO PRA CIMA:
· Os padrões médicos de LA dizem que depois que os pacientes não podem ser ressucitados após 20min, declarar morto.

· mjBeatsMJ Beats
· Martin Blunt foi dispensado, o próximo é Richelle Cooper é médico e tratou o corpo de Jackson no Centro Médico. Acompanhem no @MJNABrasil.

· "Quantas vezes teremos que enterrar Michael Jackson? Cada dia desse julgamento só aumenta mais a sensação de perda." #desabafo

· A segunda parte da audiência pode ser acompanhada pelo @MJNABrasil. Já estão colhendo depoimento de Martin Blount.

· O segundo paramédico a chegar à casa de Michael Jackson no dia 25/06/2009, Martin Blount, está em audiência. Acompanhem pelo @MJNABrasil.

· Obs.: A incessante tentativa de ressuscitar Jackson, teria causado a quebra das costelas e levado sangue com Propofol ao estômago.

· Acompanhem a segunda parte hoje do Julgamento pelo @MJNABrasil.

· Dentro de uma hora e meia retornaremos com as informações do segundo período. Acompanhem pelo @MJNABrasil.

· Perguntas vazias da defesa continuam tomando conta da corte. Uma hora e meia de intervalo após uma conversa do juiz com o conselho.

· "Essa pessoa era tão magra que eu podia ver suas costelas. Eu pensei que ele tinha uma doença crônica, não drogado".

· A defesa de Murray tenta agora fazer com que o paramédico reconheça Michael com aparência de "drogado".

· Voltam a confirmar que não existiam equipamentos médicos adequados no quarto. Confirma que nunca foi mencionado Propofol.

· Foram 42 minutos de tentativas para ressuscitar Michael Jackson. Todas falhas.

· Na ambulância, Michael ainda estava azul (frio), com pupilas dilatadas e olhos abertos e secos. Murray estava ao telefone.

· Os paramédicos viram Murray coletar materiais do chão enquanto Michael era levado para a ambulância.

· Murray perguntou se os paramédicos tinham Magnésio para injetar em Michael. Não é um medicamento comum.


· Senneff confirma que existia um tanque de oxigênio atrás do suporte do soro. Confirma que não existiam equipamentos médicos no quarto.

· Exibiram uma gravação dos paramédicos conversando com a unidade clínica onde Michael Jackson foi declarado morto.

· Às 12h57, o Centro Médico de Los Angeles deu a informação que não existiam mais sinais vitais em Michael Jackson.

· Senneff dá detalhes sobre suas anotações na ficha da emergência. Os momentos dos remédios e informações do médico.

· Conrad Murray era o único a dizer que o pulso ainda estava bombeando sangue. Foi ele quem pediu para não ser declarado morto na ambulância.

· Cópias originais do filme ''Moonwalker'' foram descobertas na última terça-feira (27) em Studio City, Califórnia.... [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

· A Unidade Médica de Los Angeles recomendaram para desistir dos esforços para ressuscitá-lo, porque naquele momento, MJ estava morto.

· Tentaram freneticamente ressuscitar no lugar com cinco injeções de adrenalina. No caminho ao hospital continuaram a tentar o procedimento.

· As observações fizeram crer que Michael Jackson estava naquele estado há mais do que "alguns minutos". As drogas para ressuscitar falharam.

· Senneff diz que o estado de Michael Jackson era: corpo gelado, olhos muito abertos e secos. Pupilas dilatadas.

· "Poderíamos ter salvo Michael Jackson se tivessem ligado para nós imediatamente."

· MJ recebeu uma rodada de drogas, junto ao eletrocardiograma e foi intubado com um tubo colocado diretamente em seus pulmões.

· Murray disse que tratava Michael Jackson de desidratação e exaustão.

· Inicialmente Murray negou medicamento, depois assumiu Lorazepam. Mas nada além disso.

· Aplicaram duas drogas para tentar acordar Michael Jackson e fazer o coração funcionar. Murray ocultou inicialmente todos os nomes.

· Tentaram ressuscitar Michael Jackson com massagem cardíaca (com duas mãos) e eletrochoque. Não havia reação.

· Richard Senneff não reconheceu a princípio de quem estava cuidando.

· Do momento a ligação até a chegada dos paramédicos, foram apenas 05 minutos. Para ressuscitar pode levar até 08 minutos.

· A média de tempo para ressuscitar é de até 08 minutos após a parada cardiorrespiratória.

· Ele perguntou quais eram as condições de saúde de Jackson, há quanto tempo ele estava ali. Não houve resposta.

· Ele comprova a existência de um suporte de soro (IV) e algo nele assim que chegou ao local.

· "O comportamento de Murray era frenético, em pânico"

· Russel disse que ao entrar viu Murray, a vítima e um segurança. Disse que MJ estava vestido com pijamas, algo cobrindo sua cabeça.

· Sobre a testemunha anterior, Robert Russel, Murray deixou mensagem na caixa postal dele às 11h43 em 25/06/2009.

· A corte volta à audiência com Richard Senneff. Dá detalhes da entrada na casa, depois de sair da ambulância. Chegou às 12h26.

· Examinam o documento da emergência. Richard Senneff foi quem disse nas preliminares que Jackson estava "deplorável" quando chegou.

· A chamada chegou para os paramédicos às 12h22. Eles estavam num curto espaço em distância e tempo para chegar à casa em Carrolwood.

· @MJBeats [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] (Michael Forever "Comercial")

· Senneff foi o primeiro paramédico a chegar no quarto de Michael Jackson e tentou ressuscitar o cantor.

· Richard Senneff é um paramédico que trabalha como Bombeiro em Los Angeles.

· Richard Seneff é um dos paramédicos que acudiu Michael Jackson na casa de Carrolwood e será chamado para depor em seguida.

· Ed Chernoff é o tipo de advogado mala. Faz perguntas vazias e evasivas, sem cunho investigativo. #Opiniao

· Ed Chernoff entra em cena para tentar convencer o juri que Murray é um bom médico que Russel só ficou chateado/ciúmes.

· Russel: "Meu tratamento inicial com ele foi muito bom, mas depois ele me deixou abandonado". As relações eram de cliente/paciente.

· Ed Chernoff entra em cena já criando conflito: "você nunca me viu; certo?!". "Qual o tipo de amizade com Conrad Murray?"

· Murray deixou recado na caixa postal de Russel em 25 de Junho dizendo para que ele fosse ao hospital, que ia a Las Vegas na semana seguinte.

· Russel tinha perguntas sobre sua saúde que não foram respondidas: "Eu estava desesperado." - reproduzirão o áudio da conversa.

· Em 25 de Junho, Russel ligou para o consultório de Murray para dizer que ia resolver isso em corte. Ele não recebeu respostas.

· No entanto, em 22 de Junho de 2009, havia uma consulta marcada para procedimentos médicos com Murray, que ele cancelou - negligência.

· Russel não se surpreendeu com a carta, no entanto, Murray cometeu erro ético ao dar o nome de Michael Jackson como paciente.

· Deborah Brazil exibe a carta de despedida de Murray aos pacientes para acompanhar "uma nova oportunidade".

· As enfermeiras conduziam a terapia, uma vez que nem sempre Murray estava em seu consultório.

· Russel ia frequentemente ao consultório de Murray para fazer tratamentos e terapias necessárias para cuidar do coração.

· Houve uma segunda operação com Russel, conduzida por Murray e, depois disso, Murray disse quem seria o paciente em Londres: Michael Jackson.

· Numa das consultas, Murray comentou que ia ter uma oportunidade em Londres e estava muito excitado com isso.

· Depois da cirurgia, Russel ficou no hospital e, ao invés de monitorar seu paciente, Murray saiu.

· Ele falou com Murray no meio de sua cirurgia. Murray mostrou o seu coração a Russel no meio da cirurgia.

· Russell confirma anistesia geral foi aplicada por uma enfermeira. Acordaram Russell durante o procedimento porque deram muito anestésico.
· Russel passou por uma cirurgia no coração cujos procedimentos foram também conduzidos por Conrad Murray.

· Robert Russel trabalha em uma distribuidora de energia elétrica. Expõe quando quando conheceu Murray em Las Vegas.

· Depoimento de Robert Johnson está encerrado. O próximo a depor é Robert Russel. Deborah Brazil conduzirá pela promotoria.

· Flanagan pergunta sobre o monitoramento sobre efeito de Propofol. Cada monitor chega os sinais vitais com intervalo diferentes.

· Michael Flanagan, da defesa de Murray está questionando a respeito dos aparelhos. O médico usava o modelo sem alarmes de sinais vitais.

· A promotoria quer provar que existiam muitos aparelhos que poderiam monitorar Michael Jackson e que nenhum deles Murray tinha.

· Falam do modelo NONIM 9600 um dos mais avançados, que Murray não tinha.

· Hoje teremos uma audiência com detalhes técnicos e médicos. Os paramédicos que atenderam Michael Jackson são aguardados para hoje ainda.

· NONIN 2500A - é um oxímetro de pulso - apresenta as mesmas funções, mas tem alarmes visuais e audíveis. Volume alto.

· O modelo NONIM 9500 é para monitorar pelos dedos. Não há monitor separado. Não há alarme sonoro. É para a checar sinais vitais locais.

· Promotor Walgren questiona a respeito de equipamentos de monitoramento. NONIM é o oxímetro. Dão detalhes sobre funcionamento.

· A corte discute a relevância de informações técnicas e o que pode ou não ser evidência. O áudio foi cortado para discussão.

· Um dos equipamentos, o oxímetro, é um dispositivo que monitora o nível de oxigênio.

· A empresa de Johnson fabrica equipamentos de monitorização não-invasiva. Pulsos, monitoramento...

· Robert Johnson está no banco das testemunhas. O promotor vai começar.

· No final do dia de ontem, Kay Chase depôs sobre os hábitos alimentares de Michael Jackson e narrou o episódio do dia 25/06/2009.

__________________________________________


TwitterFacebook Blog Forever Michael Jackson Blog Alone With My Self
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://forevermichaeljackson.blogspot.com
 
Julgamento de Conrrad Murray: Resumo do 4º dia
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum MJ, Rock My World  :: Michael Jackson, HIStory :: Notícias-
Ir para:  
Um fórum grátis | © phpBB | Fórum grátis de ajuda | Fale conosco | Assinalar uma queixa | Fórum grátis
Rádio Web Michael Jackson | Fórum Off The Wall | Fórum Breaking News | Fórum Michael Jackson The Greatest